Monthly Archives: Setembro 2010

Dan Meyer: O Ensino da Matemática

Padrão
Anúncios

Desafio de Outono

Padrão

Imagina que uma árvore  tinha muitas folhas.

No primeiro dia de Outubro caíram dez  folhas e em todos os dias deste mês caiu sempre mais uma folha que no anterior.

Agora responde às seguintes questões:

Quantas folhas caíram no dia 31 do mesmo mês?

Quantas folhas caíram, ao todo, nos primeiros 10 dias?

Solução do Desafio

Padrão

Num post anterior colocou-se o seguinte desafio:

Qual é o próximo número da sequência que se segue?


2, 10, 12, 16, 17, 18, 19,…

Resposta:

O próximo número da sequência é

200

A explicação é que todos os números da sequência começam com a letra D, logo o próximo número terá de ser o 200 😉

Muito fácil, não acham??!!!


Um pouco de humor…

Padrão

O ensino da Matemática ao longo do tempo

Ensino de 1960

Um camponês vende um saco de batatas por 100 francos. As suas despesas de produção elevam-se a 4/5 do preço de venda. Qual é o seu lucro?

Ensino tradicional de 1970

Um camponês vende um saco de batatas por 100 francos. As suas despesas de produção elevam-se a 4/5 do preço de venda, ou seja, 80 francos. Qual é o seu lucro?

Ensino moderno de 1970

Um camponês troca um conjunto B de batatas por um conjunto M de moedas. O cardinal do conjunto M é igual a 100 e cada elemento de M vale um franco. Desenha 100 pontos que representem os elementos do conjunto M. O conjunto C dos custos de produção compreende menos 20 pontos que o conjunto M. Representa o conjunto C como um subconjunto M e responde à seguinte pergunta: Qual é o cardinal do conjunto L? (Escreva-o a vermelho).

Ensino renovado de 1980

Um agricultor vende um saco de batatas por 100 francos. Os custos de produção elevam-se a 80 francos e o lucro é de 20 francos. Trabalho a realizar: sublinha a palavra «batatas» e discute-a com teu colega de carteira.

Ensino reformado de 1990

Um kampunes kapitalista privilijiado enriquesse injustamente em 20 francos num çaco de batatas, analiza o testo e procura os erros de kontiudo de gramatica, de ortografia, de pontuassão e em ceguida dis o que penças desta maneira de enriquesser.”

(O Expresso, 20/02/93)