Origem dos Números Arábicos

Standard

Os algarismos arábicos ou árabes, foram trazidos da Índia para o Ocidente há muitos séculos atrás e são aqueles que ainda usamos nos nossos dias.

Os números que escrevemos são formados pelos algarismos 0,1,2,3,4,5,6,7,8 e 9.

Alguma vez pensaste porque 1 é “um”, 2 é “dois”, 3 é “três”, …???

Existem diversas explicações para a origem destes números, algumas delas bastante interessante que apontam em argumentos bem construídos mas que, no entanto, não são reais.

Um exemplo disso é o que se apresenta a seguir, que assenta a origem dos números arábicos no número de ângulos existentes no desenho de cada algarismo.

Apesar de não ser a verdadeira história da origem destes números não deixa de ser bastante interessante e curiosa.

Coincidências ;-)

Os números 1,2,3 e 4

Os números 5, 6, 7 e 8

O número 9

O mais interessante de todos! O número 0!

About these ads

»

  1. Pingback: Os números de 2010 do Fascínio pela Matemática « Fascínio pela Matemática

  2. Já tinha conhecimento desta possibilidade da origem dos números. O que eu “contesto” é o número de ângulos em cada número, porque só são contabilizados os ângulos interiores. Se contarmos os ângulos todos em cada números, veremos que são mais, em alguns casos é mesmo o dobro. Não deixa de ser contudo, uma hipotse aceitavel para a origem dos números.

    • Se você contar somente os ângulos agudos e retos (até 90 graus), desprezando os obtusos, verá que sempre dará certo. O que é mostrado nesta postagem não é “coincidência”, como foi afirmado, mas sim, a origem real dos algarismos arábicos. Eu conheço a história desta origem há muitos anos, que me foi contada por um velho senhor árabe, aqui em meu país, que lá naquelas terras aprendeu isso enquanto criança. O verdadeiro massacre que a civilização judaico-cristã ocidental impõem à cultura árabe, generalizando a todos como “muçulmanos”, simplesmente, ou até mesmo se tornando, às vezes, sinônimo para “terroristas” faz-nos, infelizmente, não aprender tudo que esta cultura maravilhosa tem para nos ensinar. Os árabes não são um bando de fanáticos sem causa, tal qual tentam incutir em nossas mentes, instituições como maçonaria, governos sionistas e norte-americano, dentre outras. Faço apenas algumas correções: o algarismo 7 não é inclinado, como está estampado acima – a linha horizontal da base deve fazer dois ângulos retos (90°) com a linha vertical, que não é inclinada e a linha horizontal que “corta” o algarismo, no centro, deve fazer quatro ângulos retos com a linha vertical, que não é inclinada; o algarismo 8 não é representado como está estampado acima – este é composto por dois quadrados grudados, um em cima do outro, fazendo dessa forma oito ângulos de 90°, ou seja, oito ângulos retos; a melhor definição para o algarismo 0 (zero) é “sem ângulos”.

  3. Muito obrigado!
    Quando criança, aprendi sobre os algarismos arábicos. Hoje recapitulo com a maior satisfação.

    Ferreirinha.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s